LABCOM / DCS / UFMA

Click here to edit subtitle

LABCOM e COMTEC discutem Comunicação e Tecnologia na UFMA

7 palestras , debates e principalmente participação ativa do público, mesmo com a restrição da greve de ônibus. Esse foi o saldo geral da 5ª Conferência Brasileira de Comunicação e Tecnologias Digitais que aconteceu na UFMA , no dia 28 de maio.

Para quem perdeu ou quer rever, o LABCOM disponibiliza o conteúdo das falas nos canais abaixo. Veja também fotos do evento aqui.

TV 5ª CONFERÊNCIA : Walter Lima Jr.

TV 5ª CONFERÊNCIA : Antonio Cláudio Brasil

Click to add text, images, and other content

TV 5ª CONFERÊNCIA : S. Squirra

Click to add text, images, and other content

TV 5ª CONFERÊNCIA : Carlos Monteiro

Click to add text, images, and other content

TV 5ª CONFERÊNCIA : Willians Ballan

Click to add text, images, and other content

TV 5ª CONFERÊNCIA : Fábio Palamedi

Click to add text, images, and other content

CONFERÊNCIA DE COMUNICAÇÃO E TECNOLOGIA REUNE PESQUISADORES NA UFMA

Você já ouviu falar em Jornalismo Cognitivo? Tem interesse na área de TV DIGITAL e Interatividade ? Quer conhecer as possibilidades de utilização da televisão na internet para fins educacionais ? O que é computação em nuvem e como isso se aplica à comunicação? É possível conciliar os casarões históricos com tecnologia, numa fusão de passado e futuro ?

Esses e outros temas serão discutivos por pesquisadores brasileiros na UFMA, na 5ª Conferência Brasileira de Comunicação e Tecnologias Digitais, dia 28 de maio, no Auditório  da Biblioteca Setorial do CCSo, a partir das 14 horas.

O grupo de pesquisas do COMTEC, liderado pelo professor Sebastião Squirra e o LABCOM- Laboratório de Convergência de Mídias - trazem para São Luís o evento que a cada ano acontece em uma instituição de ensino do Brasil.

É a oportunidade de discutir com especialistas e renomados pesquisadores o futuro do campo da Comunicação em função das novas tecnologias digitais. As inscrições são gratuitas, com direito a certificado de evento nacional emitido pela FAPEMA e podem ser feitas em www.fapema.br/comtec .

Veja abaixo um resumo das palestras:

Fotos para divulgação em maior resolução AQUI. 

Tecnologia, Comunicação e Ciência Cognitiva - Walter Teixeira Lima Jr.         

O avanço da ciência nos campos da Neurociência e das Tecnologias da Informação alteram profundamente os panoramas da pesquisa e das práticas na área da Comunicação Social. Entender o funcionamento do aparato mente/cérebro e das tecnologias digitais conectadas e distribuidas por diversas plataformas convergentes fornecem novos parâmetros e metodologias para realizar pesquisas aplicadas nos campos da interação humana e interatividade; analisar cientificamente à eficiência cognitiva das tecnologias de captação, de produção e de distribuição no campo da Comunicação Social; entender e produzir sistemas computacionais "inteligentes" no campo da informação de relevância social.

 

Tecnologia e Patrimônio – Projeto Semente Digital – Márcio Carneiro dos Santos

O LABCOM – Laboratório de Convergência de Mídias – ligado ao Departamento de Comunicação Social da UFMA, tem se dedicado às atividades de pesquisa e extensão, na fronteira entre os campos da Comunicação e da Tecnologia. No evento serão apresentados alguns projetos do laboratório. Na área de TV DIGITAL o LABCOM desenvolveu o projeto T-AUTOR, um criador de aplicações de interatividade para o Sistema Brasileiro de TV DIGITAL, prêmio FAPEMA 2011, na categoria inovação. Atualmente o LABCOM conduz uma pesquisa sobre os impactos das tecnologias digitais nas redações jornalísticas de São Luís. Um estudo para colaborar com as discussões ora em andamento sobre a formação dos profissionais na área da Comunicação. Será apresentado também o Projeto SEMENTE DIGITAL, voltado à educação patrimonial das novas gerações, utilizando tecnologias como realidade aumentada, fotos 360º e ambientes interativos com o Kinect. O projeto busca novos caminhos de proteger uma das maiores riquezas da cidade de São Luís, seus casarões históricos.

Mídias digitais fundidas, nas nuvens e plenamente conectadas – Sebastião Squirra

A ubiquidade dos aparelhos digitais, sua profunda convergência, múltiplas formas de arquivamento e robustamente conectados fizeram com que estes equipamentos se tornassem onipresentes na vida e nas práticas comunicacionais, indicando a necessidade da imersão de pesquisadores da comunicação no entendimento estrutural em sua plenitude técnica, oferecendo compreensões a partir de análises objetivas. Propõe-se o estabelecimento de iniciativas científicas entre Grupos de Pesquisa e investigadores destas áreas, estimulando a realização de investigações em formato colaborativo na sua dimensão transversal. 

Os desafios da TV universitária na era digital - Antônio Brasil

A televisão e a comunidade acadêmica sempre tiveram uma relação considerada, pelo menos, "delicada". Uma convivência difícil entre a realidade da produção do principal meio de comunicação de massa do país e a reflexão crítica sobre a prática televisiva. Unidas pela lei federal de 95 que criou as TVs a cabo, essas duas poderosas instituições deram origem às TVs universitárias brasileiras. No ar desde 97, assim como nossas televisões públicas, continuam a ser mais uma "promessa" de uma alternativa diferenciada, criativa e inteligente para a nossa televisão. Mas, afinal, o que são essas televisões universitárias? Para quem são produzidos tantos programas, por tantas instituições durante tantos anos? Quem assiste a esses programas? Quem produz essa programação? A comunidade universitária teria um acesso livre e democrático a essas emissoras? Diante de tantos desafios e promessas, poderíamos resumir essas perguntas a uma só questão: Afinal, em tempos de Internet, diante de uma Revolução Digital, para que servem as televisões universitárias brasileiras? O nosso principal foco de pesquisa está direcionado para a produção de telejornais diários e ao vivo nas televisões universitárias digitais na internet.

Plataformas Digitais: tecnologias a serviço da comunicação- Willians Balan

A evolução das diferentes tecnologias de comunicação tem mudado o comportamento humano quanto a forma de se comunicar e receber informação e entretenimento. Os atuais dispositivos de visualização, desde um velho conhecido televisor na estante de casa, passando pelos computadores pessoais até os dispositivos móveis, como celular e tablets com acesso a internet, mudaram a forma de se ver TV, receber notícias, ouvir música, individualizando o espectador dos produtos audiovisuais, que pode montar sua própria grade de programação. A internet surge como meio democratizador da comunicação por permitir que qualquer indivíduo possa ser produtor de conteúdo. Graças às tecnologias em constante evolução na web com o aumento de banda, os novos codificadores para vídeo e áudio, a maior abrangência para o acesso, tornam esta plataforma um ótimo caminho também para a comunicação e educação. Neste encontro será apresentado um recorte da plataforma internet como excelente meio para transmissões de TVs Corporativas, Comunitárias e cursos à distância com interatividade, alta qualidade e baixo custo, para um grande público, que pode, por qualquer dispositivo móvel ou não, aproveitar as oportunidades para receber além de informação e entretenimento, também atualização profissional, educação formal e técnica.

As modernidades tecnológicas da NAB 2012 – Carlos Monteiro

Os avanços das possibilidades das novas tecnologias em comunicação digital desafiam os profissionais de comunicação em conhecer, ter acesso e dominar as muitas e variadas possibilidades de utilização para produzir conteúdo frente ao mercado globalizado que cresce e exige qualidade. A capacitação de equipes no contexto de ambiente multiplataformas desafia de igual modo engenheiros, designers - especialistas que são – em desenvolver ferramentas de operacionalização amigável para uso de jornalistas, roteiristas, diretores, finalizadores, pesquisadores e aficionados pela produção de conteúdo. A sinergia pata troca de conhecimento entre ambos é fundamental e indissociável para disponibilizar tal material aos consumidores finais, a sociedade de forma ampla. O pesquisador do grupo ComTec vinculado ao Programa de Doutorado da Universidade Metodista de São Paulo, Carlos Barros Monteiro participou da NAB SHOW 2012 – National Association of Broadcasters, que aconteceu de 14 a 19 de Abril de 2012 no Las Vegas Convention Center (EUA), para analisar o cenário da relação desenvolvedor-produtor-consumidor, entre muitas outras possibilidades tecnológicas. 

Recursos e Usabilidade nas Mídias Digitais – Fabio Palamedi

A tecnologia está presente nas mais diversas camadas da sociedade. Os avanços das tecnologias de comunicação e infraestrutura como banda larga aumentam a oferta de conexão e inclusão digital. Todos os dias novos aplicativos são criados e disponibilizados em lojas virtuais como a Apple Store e Play do Android com recursos dos mais simples como despertadores até sistemas complexos de gestão de projetos, Internet bankings e sistemas de inteligência semi-artificial. É nesse contexto que a comunicação tem uma relação intima com a usabilidade de interfaces e o projeto de mídias digitais. Ao observar a importância da usabilidade no desenvolvimento de interfaces digitais, aumentam as chances de sucesso de compreensão e uso de um produto, como também eficiência de uso e eficácia na performance do usuário. Esta palestra procura introduzir o conceito de usabilidade e apresentar as condições mínimas esperadas para o projeto focado no usuário de mídias digitais. 

 


 

Subscribe To Our Site